O dia em que falhei como Instrutor

Durante nossa vida profissional realizamos feitos que nos deixam orgulhosos, mas ao fazer uma retrospectiva lembramos que lá no início da caminhada também houveram tropeços e tombos.

Já são centenas os alunos que treinei desde o início da minha vida como consultor e instrutor de soluções de Business Intelligence. Iniciei com Vision Millenium da Procesac (Chile) nos idos dos anos noventa, passando pelo IBM Cognos no início da década de 2000 e de 2008 para cá com as soluções da Qlik, iniciando com Qlikview .

Nesta semana (20 de junho de 2016) realizei meu maior feito :  8 dias de treinamento, 2 turmas , 11 alunos cada, manhã e tarde. Curso básico de Qlikview.

Você deve estar se perguntando, mas você falhou neste treinamento ? Não, pelo contrário, recebi um bom feedback dos alunos ao final do curso.  (espero que se reflita no formulário de avaliação.  rsrsrs)

Enquanto dirigia para casa eu meu lembrei que lá no início, quando iniciei minha carreira como instrutor, meio que por acaso, na segunda metade dos 90, sim eu falhei. E foi duro.

Tinha meus 25 anos e tinha que dar um treinamento para 5 alunos para um cliente que havia adquirido o software Vision Millenium. Eu era um cara muito tímido, que “falava para dentro” e tinha que dar o treinamento por que tinha conhecimento técnico do produto.  Nunca havia dado um treinamento.

Deu tudo errado: produto não funcionava direito no computador dos alunos,  errava na hora de executar os exercícios. O problema no computador dos alunos foi o que me deixou mais nervoso, e comecei a transparecer isso para os alunos. Comecei a gaguejar na hora de falar. Até que chegou o momento que o gerente de TI que participava do treinamento levantou da mesa e disse: Pode parar ! Não dá mais pra continuar. Você não está preparado para este curso. E assim todos levantaram e foram saindo da sala e eu sem reação sozinho na sala comecei a chorar.

O Gerente de TI ligou para meu chefe para reclamar do ocorrido e pediu substituição. Outro colega consultor foi designado para o curso.

Aprendi uma dura lição naquele dia que nunca mais esqueci. Você precisa estar preparado. 

Antes de ministrar um treinamento é importante você dominar o assunto. Aqui a experiência anterior em projetos ajuda muito, caso contrário você tem que dedicar um tempo e estudar o assunto previamente.

Transmita segurança aos alunos. Nunca diga que é a primeira vez que está dando curso. Também nunca diga “não sei”, responda que não tem certeza agora e que irá responder mais tarde. E se algum momento você tem certeza da resposta, faça isso de forma veemente. Fale de sua experiência em projetos anteriores, o que funciona e o que não funciona também.

Certifique-se previamente que a infra estrutura para o treinamento esteja pronta. Isso evita atrasos no início e durante o treinamento.

Importante ter uma boa comunicação com os alunos. Um curso de dicção e oratória ajuda muito neste sentido.

Crie empatia com os alunos. Converse com eles durante o café. Não fique grudado no smartphone respondendo aos emails da sua empresa. Faça isso após o horário do treinamento. Quebre o gelo. Conte alguma piada (se souber contar piadas) ou algum fato engraçado ocorrido em algum projeto.

Defenda-se do aluno desafiador. Sempre tem aquele aluno que gosta de desafiar o instrutor fazendo pergunta difícil. Isso muitas vezes atrapalha o andamento do treinamento, então deixe para responder as perguntas dele ao final da aula.

Quando o aluno comete algum erro  no exercício proposto não diga que está errado, apenas aponte o erro, mas mostre a solução.

Cada treinamento é uma nova experiência, então aprenda com ele e com a experiência dos alunos.  Peça aos alunos que compartilhem a experiência deles e como eles pretendem fazer uso daquilo que está sendo ensinado.

E sobre o cliente em que me dei mal ? Ele seguiu utilizando o produto pelos próximos 4 anos e nesse meio estive lá, mas somente como consultor técnico para fazer desenvolvimento.  O gerente até pediu desculpa por ter sido rude naquele momento e depois até dávamos risada sobre o ocorrido.

Gostou destas dicas ? então compartilhe ou comente. Espero sua contribuição.

Um abraço !

Publicado originalmente no Pulse : https://www.linkedin.com/pulse/o-dia-em-que-falhei-como-instrutor-pablo-labbe-ibaceta/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *