O futuro do QlikView

Olá Qlikers,

Resolvi escrever este post para falar sobre a carta divulgada pelo CEO da Qlik David Murphy a respeito do futuro do QlikView.

https://community.qlik.com/blogs/communitymanager/2018/01/04/a-message-from-the-ceo-on-qlikview.

A carta reforça o compromisso de seguir a evolução com releases anuais trazendo novas funcionalidades, mas ela traz novas informações a respeito do que está por vir nas futuras versões do Qlikview.

Importante ressaltar que meus comentários a respeito do futuro do QlikView não refletem plenamente o futuro do Qlikview e está baseado na minha experiência e percepção de mercado. Então as especulações sobre as novidades aqui descritas talvez sejam implementadas de forma totalmente diferente da qual eu estou imaginando.

Vamos ás novidades:

  • Integração com Analytics Avançada: A versão Novembro/2017 traz essa novidades que também está disponível para o Qlik Sense, que permite a integração de funções R e Python para execução tanto em expressões no script e nos gráficos. Como é baseado em um projeto open source, novas integrações podem surgir no futuro com outras linguagens.

 

  • Geração de aplicações on demand: Esta funcionalidade está presente no Qlik Sense com o nome de  ODAG http://help.qlik.com/pt-BR/sense/September2017/Subsystems/Hub/Content/DataSource/Manage-big-data.htm  e será muito legal ter isso diponível também no QlikView.  Esse recurso é bem bacana pois você não precisa gerar apps com milhoes de linhas, a partir de uma app com dados agregados, o usuário pode fazer consultas de dados detalhados, que são carregados sob demanda em uma app que pode durar somente o tempo da sessão do usuário. O Qlik gerencia o tempo de vida destas apps.

 

  • Integração de plataforma e melhor coexistencia: O documento Statement of direction da Qlik de Janeiro de 2017 dá mais detalhes sobre isso descrevendo funcionalidades para: conversão de apps Qlikview para Qlik Sense (já presente nas versões mais recentes do Qlik Sense), possibilidade de rodar apps Qlikview em servidores Qlik Sense e QAP (seria fantástico pois não seria preciso converter apps existentes para utilizá-las dentro do Qlik Sense).

 

  • Capacidades para implementação em nuvem hibrida:   Acredito que será possível publicar apps Qlikview (com publisher) diretamente na qlikcloud e em servidores Qlik Sense (isto alinhado com as melhorias de integração de plataforma e coexistência.

 

  • Melhorias de performance, segurança , gerenciamento e escalibilidade: Isto é no que ele vem trabalhando basicamente nas versões 12.0 e 12.1.

 

É isso ai pessoal. Vida longa ao QlikView.

Um abraço !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *